"Interrogado pelos fariseus sobre quando viria o reino de Deus, Jesus lhes respondeu: Não vem o reino de Deus com visível aparência. Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Lá está! porque o reino de Deus está dentro em vós." (Lucas 17: 20-21).

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Qual evangelho você prega? O certo? Ou o que “dá certo”?


Por Armando Taranto Neto
Está registrado na epístola aos Gálatas 3.1-3:
1. Ó insensatos gálatas! Quem vos fascinou a vós, ante cujos olhos foi apresentada a imagem de Jesus Cristo crucificado?
2. Apenas isto quero saber de vós: recebestes o Espírito pelas práticas da lei ou pela aceitação da fé?
3. Sois assim tão levianos? Depois de terdes começado pelo Espírito, quereis agora acabar pela carne?
No texto acima, contextualmente falando, o apóstolo Paulo estava repreendendo aos cristãos da Galácia por deixarem de viver e ensinarem o Evangelho genuíno em troca um outro defendido pelos inimigos da Cruz de Cristo, denominados judaizantes.
Os judaizantes eram judeus que, supostamente, se convertiam ao Evangelho, mas ainda continuavam vivendo segundo os rigores da Lei e ordenanças das tradições judaicas, o que era completamente incoerente com a nova perspectiva anunciada pelas Boas Novas de Jesus.
Paulo usa no versículo 1 o termo “- …quem vos fascinou…”, em outras versões mais próximas do original grego “εβασκανεν”(ebascanem), podemos ler: “…quem vos enfeitiçou…”.
Na verdade, hoje existe um outro evangelho concorrente com o Evangelho da Cruz de Cristo que tem causado um fascínio, um feitiço em muitos. E este fascínio, este feitiço é de tal magnitude que o “outro evangelho”, o falso,  passou a ser a palavra oficial em muitas igrejas.
Descobriu-se que o evangelho do “feitiço” dá certo, enche igrejas, arrebata corações; e dependendo da “performance” de quem o utiliza pode até mesmo arrancar lágrimas daqueles que ouvem. O evangelho do feitiço transforma igrejas e ministérios sem expressão em mega templos, pastores que outrora simples homens de Deus devotados às almas carentes em tele-evangelistas com agendas lotadas e que não tem mais tempo para orar, estudar e confortar corações contritos.
Se você resolveu ser pregador do evangelho do feitiço, aquele que dá certo, aquele que não toca no cerne das podridões da alma, do pecado, da hipocrisia, as portas vão se abrir para ti. Viagens nacionais, internacionais, mega eventos, muita mídia, tudo regado a muita churrascaria, badalações, bajulações, gordas prebendas, agenciadores, cartazes dignos de um pop star gospel com direito a caras, bocas e poses. Para ser sincero não vai faltar nada, nem mesmo o assédio e clamor das fãs ou dos fãs. Você terá direito a estabelecer o valor de suas mandingas gospel, você terá um site para (nada contra eu também tenho) e você estará na capa envolto em chamas, grande plateia para que todos saibam que realmente você agora é o cara, chegou a sua vez. O pior de tudo é que você vai acreditar nesta baboseira toda. Você e todos aqueles que te ouvem estarão perdidos.  Mas……
Se escolheste pregar, ensinar e viver o Evangelho certo, por incrível que pareça, tudo vai começar conspirar contra ti. Você vai viver no limite, terá que entrar em um processo de constante auto-negação, não haverá mídia para ti nem aceitarão aquilo que você ensina ou prega. A liderança, aquela mesma que não pensa duas vezes para investir nos pregadores da “mandinga gospel”, serão os primeiros que se levantarão contra ti. Muitas portas se fecharão, tirarão o teu cargo, tentarão te calar te expulsar, “congelar”, te colocarão no calabouço. O Evangelho certo esvazia a igreja dos hipócritas e a enche da Glória de Deus. No final  crerão naquilo que você ensina e vive, pois o Senhor estará contigo confirmando todas as verdades da Palavra.
Finalizo, então, fazendo minhas as palavras do maior pregador do Evangelho Certo da Cruz de Cristo que já existiu, Paulo o apóstolo: I Co 9-16
“Ai de mim se não pregar o evangelho!”
O Certo, não o que “Dá Certo! A escolha é sua. Deus te abençoe.

Religião


sexta-feira, 9 de agosto de 2013

MC Dentinho conta como deixou as drogas e se converteu


O MC Dentinho contou sua história de vida e seu testemunho pessoal no programa Nunca É Tarde, na Rede Super, depois de fazer muito sucesso no meio secular, o cantor encontrou em Cristo a saída para as drogas.


O cantor se envolveu com drogas aos 7 anos de idade e aos 11 já estava viciado. O consumo diminuiu quando ele se casou, isso aos 18 anos, mas com o tempo ele foi se afundando mais no consumo de cocaína e de um chá alucinógeno.

Seu problema com entorpecentes foi crescendo juntamente com o sucesso da dupla que ele formou com Nando [Nando e Dentinho], juntos eles interpretavam canções ainda hoje conhecidas no cenário “Rap da diferença”, “Malha funk”, “Bate na palma da mão” e outros.
“Eu sou um milagre, tive dois infartos e três AVCs. Tive um câncer no cérebro, metade do meu pulmão estava comprometida por causa da droga”, relatou.

Dentinho sabe que só sobreviveu a essa vida de excessos graças as orações de sua esposa e filha. “Sempre que eu chegava em casa encontrava minha esposa de joelhos no chão”, disse ele que nessa época estava morando na rua.

Seu encontro com Deus aconteceu quando ele encontrou um homem ouvindo uma canção de André Valadão. Foi então que ele ouviu a voz de Deus e resolveu voltar para a casa. Naquele dia ele foi levado para uma igreja. “Quando entrei tinha acabado o louvor e o pastor falou uma frase que entrou como flecha no meu coração: ‘Só Jesus liberta’”.

Depois daquele dia ele passou a se envolver com a igreja e foi liberto do vício das drogas. Anos mais tarde ele se sentiu preparado para gravar um CD evangélico, mas ele deixa claro que só aceita convites para cantar se tiver a oportunidade de contar esse testemunho.

www.gosdpelprime.com.br 

Cientista é demitido de universidade católica por acreditar em cura divina


Uma universidade na Bélgica resolveu demitir um cientista que confessou acreditar que Deus pode curar. A instituição em questão é a Universidade Católica de Leuven, que desfez o contrato com Fernando Pauwels.

Segundo informações da CBN, o cientista teria postado em seu site pessoal vídeos que mostravam curas milagrosas mediante o poder de Deus, as pessoas curadas apareciam nos clipes relatando como tudo aconteceu, incomodando a diretoria da instituição de ensino.

A Universidade, uma das mais antigas do país, não estava de acordo com esses vídeos e resolveu demitir Fernando que trabalhou ali por 11 anos. “A Universidade viu alguns desses clipes de pessoas sendo curadas e dando seus testemunhos e os chamaram de ‘anticientíficos’”, disse o homem demitido.

Os próprios funcionários da faculdade não concordaram com a demissão, dizendo que ferem os direitos de liberdade de religião. Ao falar sobre o fim do contrato, o ex-funcionário diz que não teria problemas em aceitar o emprego de volta.

Pauwels trabalhava no Instituto de Pesquisa para o Trabalho Social e não tinha nenhum tipo de problema com seus colegas de trabalho ou com os diretores da universidade. Com informações The Christian Post.

‘Na Moral’: Globo teria usado Silas Malafaia para neutralizar críticas de evangélicos justamente no dia …


A Globo teria estrategicamente programado a exibição do programa ‘Na Moral’, com a participação do pastor  Silas Malafaia para a mesma noite do conflito na mansão da família Khoury, na novela “Amor à Vida”, como forma de neutralizar os ânimos da comunidade evangélica.

Ontem, na cena da novela “Amor à Vida”, o personagem Félix saiu “do armário“, apesar de César (Antonio Fagundes), insistir em rejeitar a opção  sexual do filho. O capítulo levantou a bandeira LGBT do respeito e da tolerância, insistindo de que não existe opção sexual nem doença, levando a mensagem subliminar de que o homossexual já nasce assim.

Para evitar que setores evangélicos criticassem a Globo por fazer uma das maiores apologias à questão homossexual já vista em uma  dramaturgia, a Globo teria planejado o debate sobre estado laico no programa dirigido por Pedro Bial,  e convidado o pastor Malafaia para participar. O programa foi exibido alguns minutos após o enceramento da novela.

Nos minutos que antecederam o programa, nas redes sociais uma multidão de evangélicos expressava sua ansiedade pelo início do programa, a fim de ver a participação do pastor Silas Malafaia.
A tática deu certo. Ou melhor, mais do que certo.

Além de não haver críticas à emissora por grupos evangélicos, mas só elogios por parte dos ativistas gays, a Globo ainda colheu dupla alta audiência, a da novela e do programa ‘Na Moral’.

A repercussão nas redes sociais sobre o debate a respeito do Estado laico levou o tema ao segundo lugar dos assuntos mais comentados no Twitter.
Novela e debate à parte, fato é que aos poucos a sagacidade da Globo vai dando certo.

A emissora descobriu o ‘filé mignon‘: vai continuar oferecendo ao público evangélico o Festival Promessas, a Feira Internacional Cristã, a participação de cantores gospel em alguns de seus programas, coberturas jornalísticas das Marchas Para Jesus, como também de alguns outros grandes eventos evangélicos, somando-se a mais recente novidade, a utilização de músicas gospel em suas próximas novelas, todavia, em contrapartida, com a massa crítica evangélica hipnotizada e, por conseguinte, imobilizada,   ela vai fazer cada vez mais a apologia a tudo que sempre defendeu, e que nitidamente colide com os princípios cristãos, principalmente o aborto e a agenda gay.

A estratégia de ontem é um sinal.

O pior de tudo, com a gentiliza de certos líderes cristãos,  ícones atualmente.
gospel+

terça-feira, 6 de agosto de 2013

A situação religiosa e os partidos políticos na Palestina.


- Os fariseus

Eram os separados do povo, observadores escrupulosos das leis rabínicas e mosaicas, não se aproximavam dos pecadores e impuros cerimoniais. Eram radicais conservadores que não se submetiam aos costumes da helenização, não aceitavam o domínio romano, no entanto, discordavam passivamente sem usarem a força das armas.

- Os saduceus

Eram ricos opulentos, detinham o poder político e religioso, mantinham o rendoso comércio de sacrifícios de animais no templo, controlavam a classe sacerdotal e a guarda do templo. Eram progressistas e tolerantes com a expansão dos costumes greco-romanos.

- Os essênios

Eram os separados do mundo. Não sacrificam no templo de Jerusalém, pois reputavam o templo poluído por um sacerdócio corrupto. Só usavam vestes brancas, considerando-se o remanescente exclusivo dos últimos dias.

- Os herodianos

Eram uma pequena minoria de judeus influentes que pertenciam à aristocracia de sacerdotes saduceus que por sua vez, apoiavam a dinastia herodiana e o governo romano que pusera Herodes, o Grande, como rei “marionete” em Jerusalém. Este, por sua vez, querendo “limpar sua barra” diante da antipatia geral dos judeus, construiu o fabuloso templo que Jesus pisou e ensinou muitas vezes.

- Os zelotes

Em contraposição, os zelotes eram revolucionários radicais, favoráveis à barrocada do despotismo romano, recusavam-se a pagar impostos, tributos e taxas, como subversivos inconsequentes que eram, empreenderam diversas revoltas e rebeliões contra o Império.

- Os escribas

Eram um grupo de profissionais, rabinos, doutores, mestres e advogados da Lei. Interpretavam e ensinavam a Lei do Antigo Testamento e tomavam decisões judiciais sobre casos que eram trazidos no cotidiano para resolverem. Interpretavam os preceitos da Lei e a aplicavam ao contexto da vida diária. A maioria dos escribas faziam parte da seita dos fariseus.

- O sinédrio


O superior tribunal dos judeus era o Grande Sinédrio. Reuniam-se na área do templo todos os dias, com exceção dos sábados e dias santificados. O sumo sacerdote presidia setenta juízes, ou anciãos, vindos dos partidos dos fariseus e saduceus. São “ as autoridades”, o “concílio”, “os principais sacerdotes”, os “anciãos e escribas” mencionados no Novo Testamento.

Heresias em canções cristãs preocupa teólogos


Uma notícia sobre um hinário esteve entre as mais comentadas (e criticadas) por sites e blogs evangélicos nos últimos dias. O Comitê de Música da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos (PCUSA) está trabalhando em uma atualização de seu hinário. A primeira edição foi publicada em 1874, com o nome Presbyterian Hymnal. Ele sofreu várias alterações desde então, sendo a mais recente em 1990.
Mas a adaptação de alguns desses hinos incluem não apenas uma nova linguagem; também refletem uma nova teologia. A primeira disputa é pelo hino “Jesus Walked This Lonesome Valley” [Jesus andou neste vale solitário].
A canção faz parte de outras compilações de canções religiosas de diferentes denominações.  O principal argumento contrário é que ela contém declarações “teologicamente questionáveis”.  A letra diz que devemos caminhar sozinhos pelo vale, o que contraria a afirmação dos Evangelhos que Jesus estaria sempre com seus seguidores. Foram cerca de três anos e meio de debates entre os membros da comissão, que optou por deixar essa e outras músicas de fora da versão final do hinário que será publicado ainda em 2013.
Os debates teológicos foram mais incisivos quando foi sugerida a inclusão da música “In Christ Alone” [Somente em Cristo]. Composta por Keith Getty e Stuart Townend em 2001, a segunda estrofe diz “Naquela cruz onde Jesus morreu/ A ira de Deus foi satisfeita”. No processo de revisão teológica, a opção foi adotar os termos “Naquela cruz onde Jesus morreu/ O amor de Deus foi magnificado”.  Como eles não tinham autorização dos autores para mudar a letra, acabaram deixando-a de fora.
Como um hinário não é a expressão da perspectiva de um grupo, mas uma coleção para ser usado por muitas igrejas da mesma denominação. Eis que se apresenta uma “guerra de argumentos” pela consciência de que a seleção de músicas do culto participa de forma direta na formação da fé dos congregados.
A comissão dos presbiterianos encontrou barreira no uso de termos como “soldados de Cristo” e “Rei dos céus” em vários hinos antigos. Optaram por investir na chamada “neutralidade de gênero”, que vai contra muitas tradições cristãs.  Uma das músicas que gerou mais conflito foi “Be Thou My Vision” [Seja minha visão], que diz “Seja meu Grande Pai e eu, Teu verdadeiro filho”.
Isso se traduz em uma dificuldade, pois segundo a comissão da PCUSA, a “linguagem expansiva mostra que o Deus que nos conhece tão graciosa e intimamente, na história da salvação é, ao mesmo tempo, totalmente outro e está além do gênero. Portanto, os textos refletem uma preferência em evitar o uso de pronomes masculinos para Deus…  O objetivo é oferecer uma coleção em que os hinos tradicionais e músicas que porventura possam se referir a Deus como “Pai”, “Rei” e “Senhor”, são contrabalançadas por outras mais neutras ou expansivas em sua referência a Deus”. Sem desprezar a questão homem/mulher ao se referir aos fieis.
Longe de ser um dilema apenas da Igreja Presbiteriana, o professor Timothy George, diretor do curso de Teologia da Universidade de Samford, assevera que tal liberalidade teológica pode abrir um perigoso precedente. George acredita que tratar a ira de Deus como um tabu, seja em sermões ou hinos, é a perpetuação de uma antiga heresia do primeiro século.  Mostraria um Deus que é apenas amor, que extingue as chamas do inferno pois não há condenação.
Contudo, a justiça de Deus só pôde ser satisfeita pelo sacrifício expiatório de Cristo, que revela ao mesmo tempo a ira e o amor divino.
Já o doutor Denny Burk, professor de estudos bíblicos da Universidade Boyce acrescenta que o liberalismo teológico invadiu as músicas cristãs, tendo consequências teológicas profundas.
Esse tipo de mudança não é novo. O hinário da Igreja Anglicana Episcopal, modificado em 1982, eliminou o uso de termos masculinos para se referir a Deus como Pai, Filho e Espírito Santo. Eles o substituíram por termos mais “inclusivos”, como Criador e Redentor.  Termos considerados “militaristas” como soldados, batalha e exército, foram eliminados também. Não por acaso, a Igreja Anglicana vive nas últimas décadas uma grande crise, que atingiu seu ápice com o reconhecimento da ordenação de pastores homossexuais e transgêneros. Com informações de Christian Century e Prophecy News...

Casa pega fogo e Bíblia permanece intacta em SC

Na última segunda-feira de julho um incêndio destruiu uma residência na cidade de Lebon Régis, em Santa Catarina, e chamou a atenção por manter quase intacta um exemplar daBíblia Sagrada.

A casa estava localizada no bairro Núcleo do Rio Doce e quando os Bombeiros Voluntários chegaram ao local já não podiam salvar o imóvel. Foram os bombeiros que encontraram a Bíblia e se surpreenderam com a imagem do livro apenas chamuscado.
O bombeiro Flávio Machado relatou o momento para Rádio Catarinense: “Infelizmente a casa já estava totalmente incendiada, apagamos as chamas e fizemos o rescaldo. Em meio às brasas e muito entulho queimado, encontramos uma Bíblia do Novo Testamento que mal teve chamuscadas a capa e as folhas”.
Machado ficou impressionado com o que viu: “A casa foi destruída pelo fogo, mas a Bíblia ficou intacta”, disse ele.
Casos semelhantes aconteceram em outras cidades, em julho de 2012 uma casa da cidade da Caruaru, em Pernambuco, teve um de seus cômodos completamente destruído pelo fogo, mas a Bíblia ficou intacta.
Já em Três Riachos, cidade catarinense, a capela São Sebastião da Limeira foi atingida por um raio, pegou fogo e foi completamente destruída. Apenas uma Bíblia a imagem de uma santa foram poupadas da destruição das chamas.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Separação Santa ou “Ovelhas Gordas”?


“Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas” At 10.34
Texto e contexto conhecidos, sem margem para desentendimentos quanto a salvos e não salvos. Está claro; Sem apelação.
A salvação é obtida pela escolha do individuo em crer em Deus e aceitar a salvação e o senhorio de Jesus… Simples, assim.
Porém, como esta é uma atitude pessoal, às vezes pública, às vezes, não, não podemos negar o poder de Deus, nem “limitá-lo” por nossas convenções, que quase sempre, veem a “aparência” da qual quase sempre, “necessitamos” em lugar dos frutos; Afinal, um exemplo bem claro e simples da graça de Deus em Jesus Cristo, é a salvação do “Bom” ladrão no momento de sua morte (alguém acreditou que ele antes, era bom?… Nem eu.). Seu bom fruto, o coração rendido, só uns poucos na cena, ouviram, além do Senhor.
Por outro lado, muitos são chamados e poucos são escolhidos, como na parábola das Bodas, onde o anfitrião manda chamar a todos que quisessem participar da festa. No meio dela, um, foi visto inadequado; Não trocou suas roupas para a ocasião… O fruto do desleixo, puro e simples. O fim, dele já sabemos, tanto quanto o seu significado (Mateus 22:1-14); O mau fruto e não, a aparência.
Entretanto, como se quiséssemos manter “segura” a nossa vida cristã na comunidade que se denomina igreja – e não clube, como alguns “insistem” -, criamos normas e as “sustentamos” a partir de um evangelho preguiçoso e simplista, quando seria justo e ideal , gastar um pouco mais de tempo em agir segundo a Palavra nos orienta em TODO o seu contexto, não retirando dela o que nos é conveniente e de acordo com a nossa cultura e capacidade de aceitação…
Esta é a “palavra”: CAPACIDADE.
Temos pouca capacidade de olhar os outros segundo o amor e a misericórdia de Deus e por isso, criamos formalidades e convenções embasadas em “parcialidades” dos textos do apostolo Paulo, por exemplo, que, como toda a palavra de Deus, tem seu contexto; histórico e literário.
Esquecemo-nos de que a mesma palavra de orientação dada pelas cartas do Apostolo à igreja se completam nas palavras de Jesus Cristo. Não há confusão…
Há preguiça, religião e uma assustadora falta de um amor verdadeiro.
Por causa desta, presente no seio de boa parte das igrejas, não sabemos quem “mata” mais as ovelhas do rebanho; se é satanás , quando elas se desprendem, ou se são as “ovelhas gordas”, descritas no capitulo 23 de Jeremias, ou ainda, os que “amarram” a elas, fardos pesados, como os fariseus de Mateus 23…. (Esses, para mim, sem dúvida, os “lobos” da história…).
Deus trabalha para a nossa capacitação em tudo o que contribui positivamente para o reino; O enxergar aos outros como ele nos enxerga, é uma delas.
Ou aceitamos este aprendizado que nada tem a ver com incoerência diante da palavra de Deus, ou ficaremos reféns desta mazela, além de também fazer, outros tantos.
O “Empurrar com os ombros” pelas “ovelhas gordas” é feito a partir de uma cultura torpe de aparências, onde a “Crueldade evangélica” domina, quando também se é “diferente”.
É raro uma observação de frutos, quando deveríamos estar aptos a “ensinar” esta matéria.
Falamos muito acerca desta “aparência”, e que o Deus Eterno não vê o exterior e sim o coração. Porém, o que mais me intriga, é que na maior parte das vezes, fazemos é esta “contrapartida”, tal como Pedro que precisou ver o lençol baixar e se levantar por três vezes, quando Deus dizia a ele para não fazer acepção e que levasse em conta o que Ele havia purificado. Atos, Cap. 10
A favor da igreja e não, contra; A favor dos que não podem se perder, – dentro e fora dela – é preciso um olhar mais “clínico” e amoroso ao lidar com os que não trazem a aparência que muitos, e não DEUS, necessitam. É preciso ver os frutos e não as aparências, como Pedro, que depois de obedecer, foi até a casa do centurião e então, viu.
É preciso uma postura onde o compromisso com a palavra, seja regra, mas que seja com toda ela. Uma vida cristã e não apenas uma vida “evangélica”, onde o falar do Espirito santo supere a todo e qualquer “costume”.
Uma vida livre de uma religiosidade que vê a possibilidade de aceitação, somente a partir da ideia que diz que, “Se há uma probabilidade”, então há 100% de possibilidade, com o resto da humanidade…
Deus nos trata de maneira pessoal; Não como a números e segundo a “percentuais”.
Por isso, não “limitemos” o poder dele, pelos nossos costumes; Antes, sejamos renovados em seu amor, que, além permitir que sejamos suporte para que a ovelha ao nosso lado, não caia, nos dá a condição de ver os frutos e não a aparência.
Por Rogério Ribeiro

História de “pastor mendigo” do Facebook é falsa


Segundo o site especializado em revelar “fraudes da internet” Snopes.com, dia 23 de julho de 2013 uma bela mensagem começou a se espalhar pela internet. Rapidamente traduzida em diversas línguas, a história emocionante do pastor Jeremiah Steepek se tornou uma espécie de “viral do bem”.
Segundo a mensagem que fez sucesso primeiramente noFacebook e depois foi compartilhada em outras redes sociais e via e-mail, esse pastor teria se passado por mendigo para mostrar à sua nova igreja como era preciso refletir como eles tratavam as pessoas.
Embora seja uma bela ilustração sobre o verdadeiro amor cristão, não passa de uma história bonita, porém inverídica.  Já foi tema de investigações de colunas de religião em sites como The Examiner e The Huffington Post.
Se ele fosse pastor de 10 mil pessoas, certamente haveria alguma menção dele na internet.  Em segundo lugar, as duas imagens associadas a ele como suas “fotos” na verdade foram retiradas da internet. Uma busca mais refinada nas ferramentas de busca, revela que a imagem original é de um homem sem-teto não identificado de Londres, e foi feita em 2010 pelo fotógrafo Brad J. Gerrard.
A outra imagem, mais popular na versão brasileira, é de um personagem do ator Joaquim Vieira Basílio, que desde 1992  interpreta o papel de Mendigo em recriações históricas como as Feiras Medievais realizadas em Portugal, na Itália e na Espanha.
Pastor Mendigo
O fato de não ser verdadeira não invalida a sua mensagem, pois lembra o primeiro capítulo do famoso livro ficcional de Charles Sheldon, “Em seus passos, o que faria Jesus”, escrito em  1896. Trata-se ainda de algo muito parecido com o que foi feito de verdade pelos 2 pastores americanos que viveram como sem-teto durante 10 dias, para depois usar sua experiência para uma série de sermões em sua igreja.
Também há o registro do pastor metodista Derek Rigby, que se vestiu como um mendigo e invadiu o culto de sua igreja, no País de Gales, numa tentativa de dar uma lição sobre “tolerância” aos fiéis. No Brasil, são conhecidas as experiências similares do pastor Paulo Capeletti. O pastor Luiz Carlos Silva ficou famoso por ser “o pregador que se veste de mendigo” e fez da prática seu ministério, pregando dessa forma em várias igrejas do país.
Essa é a história que circula na internet:
O pastor Jeremias Steepek (foto) se disfarçou de mendigo e foi a igreja de 10 mil membros onde ia ser apresentado como pastor principal pela manhã. Caminhou ao redor da igreja por 30 minutos enquanto ela se enchia de pessoas para o culto. Somente 3 de cada 7 das 10.000 pessoas diziam “oi” para ele. Para algumas pessoas, ele pediu moedas para comprar comida. Ninguém na Igreja lhe deu algo. Entrou no templo e tentou sentar-se na parte da frente, mas os diáconos o pediram que ele se sentasse na parte de trás da igreja. Ele cumprimentava as pessoas que o devolviam olhares sujos e de julgamento ao olhá-lo de cima à baixo.
Enquanto estava sentado na parte de trás da igreja, escutou os anúncios do culto e logo em seguida a liderança subiu ao altar e anunciaram que se sentiam emocionados em apresentar o novo pastor da congregação: “Gostaríamos de apresentar à vocês o Pastor Jeremias Steepek”. As pessoas olharam ao redor aplaudindo com alegria e ansiedade. Foi quando o homem sem lar, o mendigo que se sentava nos últimos bancos, se colocou em pé e começou a caminhar pelo corredor. Os aplausos pararam. E todos o olhavam. Ele se aproximou do altar e pegou o microfone. Conteve-se por um momento e falou:
“Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Venham, benditos de meu Pai! Recebam como herança o Reino que foi preparado para vocês desde a criação do mundo. Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’. “Então os justos lhe responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber? Quando te vimos como estrangeiro e te acolhemos, ou necessitado de roupas e te vestimos? Quando te vimos enfermo ou preso e fomos te visitar?’ “O Rei responderá: ‘Digo a verdade: O que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram’.”
Depois de haver recitado o texto de Mateus 25:34-40, olhou a congregação e lhes contou tudo que havia experimentado aquela manhã. Muitos começaram a chorar, muitas cabeças se inclinaram pela vergonha. O pastor disse então: “Hoje vejo uma reunião de pessoas, não a Igreja de Jesus Cristo. O mundo tem pessoas suficientes, mas não suficientes discípulos. Quando vocês se tornarão discípulos?”. Logo depois, encerrou o culto e despediu-se: “Até semana que vem”! Ser cristão é mais que algo que você defende. É algo que vive e compartilha com outras pessoas

Dilma Rousseff sanciona projeto que “legaliza o aborto”


Nesta quinta-feira (1º) a presidente Dilma Rousseff sancionou o PLC 03/2013, transformando em lei o projeto que garante uma série de atendimentos para mulheres vítimas de estupro, incluindo a profilaxia da gravidez, ou seja, procedimentos médicos que impedem uma possível gravidez em casos de relações sexuais sem consentimento.
A proposta foi aprovada na Câmara e no Senado Federal e enfrentou críticas somente quando grupos ligados à defesa da vida alertaram para alguns artigos e incisos contidos no projeto que poderiam ampliar este atendimento para mulheres que não tenham sido vítimas de abuso sexual.
Dilma não fez nenhum veto ao texto que passa a valer como lei dentro de 90 dias após a publicação no Diário Oficial, o que será feito nesta sexta, mas desde então a mulher vítima de violência sexual já poderá ir até um hospital da rede pública solicitar os serviços garantidos pela nova lei, que inclui também o atendimento psicológico.
O Ministério da Saúde afirmou que o método a ser usado nesses casos para impedir que a mulher abusada sexualmente engravide será a chamada “pílula do dia seguinte” que já é entregue nos postos de saúde mesmo sem a prescrição médica. A medicação evita que o óvulo seja fecundado desde que seja ingerida em até 72 horas após a relação sexual.
Ao aprovar o PLC 03/2013, a presidente ignora o pedido feito pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Federação Espírita do Brasil, Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política, Movimento Nacional da Cidadania pela Vida Brasil sem Aborto, Confederação Nacional das Entidades de Família e Associação Nacional da Cidadania pela Vida que foram até a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, solicitar o veto ao projeto.
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, afirmou que a presidente vai encaminhar um projeto de lei para corrigir duas imprecisões técnicas no texto aprovado pelo Congresso.
A primeira delas é sobre o conceito de violência sexual que deverá ser esclarecido e a segunda correção será a explicação do método a ser usado pelos médicos para impedir a gravidez, que deverá ser por meio de medicação e não procedimento cirúrgico.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Reflexão quinta feira

3 João 1:3 - ¶ Porque muito me alegrei quando os irmãos vieram, e testificaram da tua verdade, como tu andas na verdade.

A melhor mensagem que podemos dar ao mundo é o nosso bom comportamento. O evangelho faz do ser humano uma nova criatura. Por isso, Jesus disse que a nossa luz deve brilhar sobre os homens, para que eles glorifiquem ao nosso Pai que está no céu. A única Bíblia que muitos incrédulos lerão será a nossa vida, por isso, precisamos refletir: que tipo de mensagem temos comunicado com o nosso viver?

Quando a Igreja se movimenta em direção ao bem, servindo com integridade, ajudando, socorrendo, amando, ela vai deixando brechas para que o sobrenatural de Deus toque as pessoas. O que fazemos é mais impactante do que aquilo que falamos. Por isso, não deixe sua vida destruir a possibilidade de alguém conhecer o amor de Deus que está em Cristo Jesus.

Como tem sido o seu comportamento?
Pr. Olavo Feijó

Pregação em que Silas Malafaia diz para não mexer com pastor ladrão cria polêmica


Mais uma vez a internet mostrou sua capacidade de gerar polêmicas através de postagens de vídeos de pregações de pastores.
Esta semana “ressurgiu” no YouTube o trecho de uma pregação do pastor Silas Malafaia, onde ele tentaria intimidar os evangélicos, dizendo que eles podem ser punidos por Deus se denunciarem pastores na internet.
Sem mencionar nomes, Malafaia diz no vídeo, que faz parte de um sermão de 2012: ”Fico vendo uns caras que nem tiraram a fralda, que chegaram agora ao Evangelho e ficam julgando pastores na internet… ilustríssimos desconhecidos recalcados, com dor de cotovelo do sucesso dos outros”.
O líder do ministério Vitória em Cristo acredita que “quem calunia pastores e fala da igreja não pode ser crente…. Fica longe disso… ungido do senhor é problema do Senhor… teu pastor é ladrão, é pilantra? Sai de lá então…  Meu irmão, isso é coisa muito séria, eu já vi gente morrer por causa disso. Não toma atitude contra pastor, não entra nessa furada”, conclui.
Com mais de 165 mil visualizações desde segunda-feira e com repercussão forte nas redes sociais, o trecho do vídeo traz ao final uma imagem que diz “Pequenas igrejas & Grande negócios”, uma clara provocação aos pastores.
O vídeo original, do congresso Labaredas de Fogo, foi transmitido em seu programa de TV, e faz parte da mensagem onde ele desafiaria seus críticos, que o acusam de pregar sobre prosperidade financeira. Em um artigo escrito por ele no site Verdade Gospel, afirma que ninguém conseguiu provar que ele está errado. Malafaia estava contrariado com blogueiros evangélicos que estariam fazendo uma campanha na internet para caluniar e difamar pastores, inclusive ele.
Curiosamente, o material reaparece mais de um ano depois e é publicado por sites de grande expressão como o Yahoo (onde teve 15 mil compartilhamentos) e reproduzido por vários sites voltados ao público cristão.  Alguns chegam a apresentar como novidade e “denúncia”, associando o nome de Malafaia ao termo “pastores ladrões”.
Embora seja cedo para afirmar que se trata de um “viral”, termo que designa o sucesso rápido de vídeos, está claro que pode ser mais um capítulo na série de vídeos que selecionam falas de pastores e causam uma má impressão dos evangélicos, como os que durante meses surgiram na internet ridicularizando o pastor e deputado Marco Feliciano.

Qual caminho você tem trilhado?


“Coloque marcos e ponha sinais nas estradas, Preste atenção no caminho que você trilhou. Volte, ó Virgem, Israel! Volte para as suas cidades. Jeremias 31.21
Existe um caminho a ser trilhado. Ninguém pediu para nascer. Nenhum de nós escolheu estar aqui. Um dia, seja por um descuido dos pais, ou por um planejamento muito bem-feito, fomos concebidos e então nascemos. Entanto, somente um dá a vida: Deus. E foi Ele quem planejou que nós estivéssemos aqui hoje. Não há uma pessoa no mundo que Ele não conheça ou não tenha dado fôlego de vida.
Entretanto, apesar de Deus nos dar o fôlego de vida, Ele não trilha os passos por nós. Nós somos os principais responsáveis por nosso destino. Ao ver tanta desonestidade, desigualdade, desamor, egoísmo, guerras, logo pensamos: onde está Deus? Mas nossa pergunta deveria ser: quão distantes estamos de Deus?
E é isso que Deus fala ao povo de Israel no capítulo 31 do livro de Jeremias: Voltem para a direção que eu dei a vocês. Vocês se distanciaram muito de mim. Agora estão perdidos, mas voltem. Estou esperando por vocês.
Pelas suas próprias pernas, Israel se afastou do Senhor e se aprofundou em todo tipo de maldade. Se tornaram idólatras, imorais, assassinos. E você também, porque você quer, você tem andado distante de Deus. Porém, esse caminho feito por nós, nunca chegará a um bom lugar. O caminho criado por nós, no início parece ser bom, até que nos leva à destruição.
Nossa carreira, nossos amores, nosso dinheiro, nossos prazeres, tudo isso não nos trará saciedade, pelo contrário, cada uma será um deus em nossa vida, onde sacrificaremos parte de nossa vida a esses deuses. Entregamos dinheiro a esses falsos deuses, entregamos nossas vidas a esses deuses. Muitos cultuam ao seu trabalho, trabalham horas a fio. Tudo para receber as bençãos do deus trabalho. E sequer conseguem usufruir de tais bençãos, pois se tornaram escravos do seu deus.
Outros se sacrificam ao deus sexo. Cultuam com outras pessoas ao sexo, e por fim, depois de serem escravos deste deus, eles já não podem mais se saciar com uma pessoa. Serão escravos do sexo e nunca conseguirão saber o que é o amor.
Assim, trilhamos uma jornada em busca de deuses. Porém muitos encontram falsos deuses e os cultuam. Começam uma caminhada com uma busca real e sincera, contudo encontram respostas rasas e passageiras e logo se desviam do caminho.
Porém ainda há um caminho. Existe apenas um caminho que leva à plenitude, à paz, à alegria, à Deus. E este é o caminho que Jesus traçou a muito tempo atrás na cruz do calvário. Ele morreu a nossa morte, para que nós não precisássemos viver uma vida destruída. Ele pagou por nossos pecados, para destruir com nossos falsos deuses e nos libertam de suas prisões.
E é para este caminho que o Senhor te chama para voltar hoje. Volte para o bom caminho. Este te levará à vida abundante, vida plena, vida eterna.
Ore: Senhor Deus, muda o meu caminho. Não quero mais andar só, e consequentemente por caminhos escuros e sombrios que me levarão à morte. Sei que Jesus pagou um alto preço por mim. E quero entregar minha vida a Ele. Quero caminhar contigo. Reconheço que Jesus é o Senhor de minha vida, minha história, do meu caminho. Anda comigo. Em nome de Jesus, amém!!

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

A Igreja de Cristo é uma voz profética contra a corrupção



O mundo está em plena decadência moral, e no Brasil não é diferente. Apesar de sermos conhecidos mundialmente como um país de maioria “cristã”, o Brasil tem sido palco ultimamente de grandes conquistas, mas também de intensas crises, principalmente na esfera moral tanto do seu povo, quanto na vida de seus líderes e governantes. Os desvios morais e éticos são cada vez mais freqüentes principalmente na vida daqueles que deveriam ser exemplo para o povo do nosso imenso e amado Brasil. Inserido nesse cenário, nós cidadãos, religiosos e não religiosos, estamos acompanhando um momento crítico em nosso país: a institucionalização da corrupção no Brasil. Diariamente, acompanhamos diversas notícias na mídia que evidenciam que essa “praga” tem contaminado todas as esferas do Poder Público. A população anda descrente. A impunidade tem desanimado os mais esperançosos por um Brasil de todos e para todos. Pergunto-lhe: qual será o futuro moral da nossa nação?  Pense nisso.
O ex-reitor da Universidade de Brasília, Cristovam Buarque, nos lembra que o patrimônio maior de um povo é o seu capital moral.
Ele afirma que: “Durante décadas, o Brasil concentrou seu projeto de desenvolvimento nos resultados que obteria de investimentos de capital econômico. Procurou financiamento externo, mobilizou capital estatal, investiu em indústrias, proibiu importações, montou uma sofisticada infra-estrutura econômica, mas o País continuou subdesenvolvido. O Brasil esqueceu que seu futuro depende também de capital moral. Foi o prêmio Nobel de economia ,Amartya Sem, quem chamou a atenção para a necessidade de capital moral na promoção da riqueza de um país. Segundo ele, a honestidade do povo, especialmente dos líderes políticos, empresariais e profissionais, a auto-estima elevada e a motivação coletiva para os projetos nacionais têm um papel tão importante quanto os investimentos diretamente financeiros. Em nossa estratégia de desenvolvimento, esquecemos o capital moralA crise moral brasileira é tão grande, que ao despertarmos para a corrupção jogamos a culpa apenas nos outros, especialmente os políticos, como se não tivéssemos, cada um de nós, uma parte na degradação do capital moral de todo o País. Sem uma forte e decente infra-estrutura moral de nada adianta todo o esforço de fazer a democracia funcionar e a economia crescer.”
Uma pesquisa feita por um economista da Fundação Getúlio Vargas, Marcos Fernandes da Silva, reunindo dados de investigações da Controladoria Geral da União, da Polícia Federal e do Tribunal de Contas da União, revelou que pelo menos o valor equivalente à economia da Bolívia foi desviada dos cofres do governo federal em sete anos, de 2002 à 2008. Cerca de R$ 40 bilhões foram perdidos com a corrupção, sendo este valor subestimado pois não foi considerado os desvios em Estados e municípios, que possuem orçamentos próprios.
São R$ 6 bilhões por ano que deixam de serem aplicados na provisão de serviços públicos essenciais como saúde, saneamento e educação. Com esse volume de recursos seria possível aumentar em 23% o número de famílias beneficiadas pelo Bolsa Família – hoje quase 13 milhões. Ou ainda reduzir à metade de casas sem saneamento – no total, cerca de 25 milhões de moradias. Creia, meu amigo(a), que a corrupção mata nesse país! Essa “praga” tem causado estragos inestimáveis em nossa população já tão sofrida. Pense nisso.
Meu amado(a), estamos às vésperas de um colapso moral em nosso país e talvez de intensas e até violentas mobilizações sociais contra o Estado corrompido que assola o país, ou pelo menos parte dele. E não adianta só orar; é preciso agir. Precisamos enquanto Igreja de Cristo nessa nação exercer a autoridade que nos foi confiada pelo Senhor Jesus, sendo uma voz profética denunciando todo mau e todo tipo de pecado que afronta ao próprio Deus e ameaça à vida e à dignidade humana.
É hora de toda a Igreja de Cristo orar, agir e reagir contra essa “praga” da corrupção que contamina o país, pois “….a Igreja do Deus vivo, coluna e baluarte da verdade”(1Tm3.15) é uma voz profética contra toda manifestação do pecado, inclusive contra a corrupção e seus agentes malignos. Desperta Igreja! Reage Brasil!   Pois, assim diz o nosso Senhor:‘’ Sai dela, povo meu, para que não sejas participantes dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas, porque já os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniqüidades dela.’’(Ap 18.4-5). Ele espera por você!
Em Deus faremos proezas…”

Suposto pastor é preso por prometer purificação através de sexo



A Polícia de Apuí, no Amazonas, prendeu nesta terça-feira (19) um homem de 23 anos que se apresentava na cidade como pastor e oferecia purificação para meninas que não eram mais virgens através do ato sexual.
Duas irmãs, uma de 18 e outra de 14 anos caíram no golpe e acabaram sendo abusadas pelo homem que foi denunciado pela mãe das vítimas. Em depoimento foi mencionado que o acusado estava aliciando outras garotas da cidade.
De acordo com a Polícia Civil do Estado do Amazonas o homem prometia purificar as meninas que não eram mais virgens se elas aceitassem manter relações sexuais com ele. O delegado que recebeu a denúncia, Robson James dos Reis Silva, do 71º Distrito Integrado de Polícia (DIP), foi atrás do homem e percebeu que ele já esteve preso em Sena Madureira, no Acre, pelo mesmo crime, sendo solto por falta de provas.
Ao ser levado para a delegacia o suspeito negou o crime e logo em seguida confessou e agora será indiciado por abuso sexual e tentativa de estupro de vulnerável. “Já descobrimos outras nove meninas que afirmaram terem sido aliciadas pelo homem”, disse o delegado. Com informações G1.

Se a cobra morder antes de ser encantada.


'
'Se a cobra morder antes de estar encantada,para que serve o encantador?''Eclesiastes 10:11
Este versículo foi lido por um de meus alunos da escola bíblica dominical no último Domingo,e no mesmo instante,me trouxe uma situação á memória.
Há cerca de 5 anos,Alex e eu estávamos a frente dos cultos em uma  outra obra;junto connosco um outro casal,que tinha pouco tempo de conversão,e que vinha de uma vida extremamente dedicada ao catolicismo.
Comecei a ter sonhos onde meu marido tinha outra esposa,os sonhos eram muito frequentes e me faziam sentir uma dor emocional  intensa ;então em certa madrugada,cansada daqueles sonhos,decidi perguntar ao Senhor o que estava acontecendo,porque os sonhos eram tão recorrentes,embora parecessem,por causa da dedicação e da companhia constante do meu esposo quando fora do trabalho,absurdos.
O Senhor me levou ao livro de Ezequiel,onde mostrava ao profeta a idolatria escondida de homens que publicamente demonstravam servir apenas ao Deus vivo.
''E disse-me:Filho do homem,cava agora naquela parede.
E cavei na parede e eis que havia uma porta.Então me disse:Entra e vê as malignas abominações que eles fazem aqui.E entrei e olhei,e eis que toda forma de repteis e animais abomináveis e todos os ídolos da casa de Israel estavam pintados nas paredes em redor.''Ezequiel 8:8-10
Ali o Senhor revelou ao meu coração,que alguém na Igreja,mesmo conhecendo a verdade sobre Deus e os ídolos,estava ainda adorando a imagens.O adultério dos meus sonhos fazia referencia a isto e a dor que eu sentia não era minha,era do próprio Deus.
Dada a mensagem,tudo o que eu tinha a fazer,era pregar sobre ela,contar de alguma maneira a revelação á Igreja;certamente o rapaz e a esposa levariam um baita susto ao perceber que Deus sondara seus corações  e o revelara a mim,como serva Dele,e quem sabe,vissem que ''há Deus no meio do seu povo''desistindo de buscar Deus em outro lugar.
Mas achei a mensagem difícil,fiquei procurando meios de dizer,e resolvi começar um estudo para os cultos de quarta-feira,onde,no meio do estudo seria tocado no assunto de idolatria,digamos,sutilmente.
Mas o problema é que o casal saiu da Igreja antes disto,e voltou a adorar imagens,mesmo já sendo obreiros(o que foi um erro de meu líder,pois não se deve dar cargos elevados a neófilos(novos na fé)mesmo já sendo batizados nas águas,mesmo já sendo do ministério da palavra e do louvor,ferindo ocoração de Deus e escandalizando todo o corpo da Igreja.
Daí entra a situação do versículo que abre a postagem:há em algumas culturas de países orientais e ocidentais principalmente,o hábito de flautistas que encantam serpentes venenosas com sua canção..por estarem encantadas elas não mordem,mas se por acaso,algo sair errado e elas morderem alguém antes de haver sido encantadas,o encantador se torna inútil,a tragédia estará feita.
Assim é a revelação da Palavra dada por Deus;se não for imediatamente levada ao endereço para a qual se destinou,chegando tarde,inutiliza ao profeta e até a mensagem.
Muitos de nós,mensageiros de Deus,ainda nos acovardamos,ainda ficamos pensando nos poréns,tentando tornar o evangelho o mais indolor possível..mas o evangelho é uma espada,e a espada é feita para ferir,para cortar,dividir,penetrar..se não ferir,não será eficaz o bastante,não causará temor em quem a ouve,não produzirá obediência e disciplina,não livrará o pecador do seu pecado.
Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. 
E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar. Hebreus 4:12-13
Deus tem trabalhado comigo neste fator ultimamente,Ele me pede pra dizer mais verdades para as pessoas,ainda que elas não gostem,me pede pra ser mais séria na hora de exortar,de corrigir,menos camarada,não deixar a impressão de ''você está fazendo errado,mas se não puder mudar,tudo bem,eu compreendo..
''NÃO!A verdade é que posso compreender ,mas as consequencias da desobediencia á Deus virão,pois o salário do pecado,é a morte.
Se não levarmos a sério ,nem tratarmos com seriedade o que nos importa,ninguém o fará.A Igreja nunca se convencerá de que precisa ser santa enquanto houverem líderes camaradas,compreensivos,que perdoam sem a necessidade de um pedido de perdão,que fazem vista grossa,que não ensinam sobre consequencias..
Se a cobra morder,antes de ter sido encantada,pra que serve o encantador?Se o pecado acontecer,antes de ter sido dado o aviso,pra que serve um profeta?Eis a questão.
*Abraço e paz!
Eu Alessandra Barcelos,te convido a ler meu livro Sobre Tudo Que Se Deve Guardar,Guarda O Teu Coração. São 197 páginas de uma história real cheia de fé e emoção do início ao fim.Quem leu não se arrependeu.Todos os dias histórias como a contada em meu livro se repetem,talvez a leitura da minha história possa vir a interferir positivamente na sua ou de alguém próximo a você! Leia a sinopse clicando na imagem para ampliar.
Para ler o livro inteiroGRATUITAMENTEon line clique aqui
Para adquirir A VERSÃO IMPRESSA basta clicar no link do Pag Seguro abaixo da imagem,que receberá no endereço desejado,em qualquer lugar do Brasil.
http://4.bp.blogspot.com/-WGex3qs7TdY/UGW0l9q_PiI/AAAAAAAAGXE/9FYeqXJVZlM/s1600/C%25C3%25B3pia+de+divulga%25C3%25A7%25C3%25A3o_digital.jpg

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails