"Interrogado pelos fariseus sobre quando viria o reino de Deus, Jesus lhes respondeu: Não vem o reino de Deus com visível aparência. Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Lá está! porque o reino de Deus está dentro em vós." (Lucas 17: 20-21).

sábado, 10 de novembro de 2012

Reflexão Sabado

“Pois do coração saem os maus pensamentos, os homicídios, os
adultérios, as imoralidades sexuais, os roubos, os falsos
testemunhos e as calúnias. Essas coisas tornam o homem ‘impuro’;
mas o comer sem lavar as mãos não o torna ‘impuro’.” Mateus 15:19-20



   A fonte de toda impureza e de tudo que separa o homem de Deus é
o coração. É por isso que Jesus declara que o pensamento equivale
ao ato (Mt 5:22 e 28). Embora o ato talvez nunca seja consumado, o
pensamento, a intenção ou o desejo já revelam a contaminação dentro
do homem. Como precisamos cuidar dos nossos corações! Não é que as
palavras ou ações não importam. Mas às vezes somos tão cuidadosos
em prestar atenção àquilo que os outros vêem, que deixamos de
perceber o quanto a amargura, o ódio, a inveja ou a cobiça reinam
dentro de nós. A transformação precisa chegar aos atos externos.
Mas, para realmente haver mudança, tem que começar no coração. Tem
alguma impureza dentro de você que você ainda não permitiu o Senhor
tirar? Ela não irá embora até que você a entregue ao Senhor.
Qualquer canto assombrado no seu coração, por menor que seja, será
usado como base do inimigo para levar você à destruição. Entregue
tudo ao Senhor. Hoje. E não olhe para trás.

Página Inicial » Brasil 5/11/2012 - 8:14 Ladrão rouba carro de pastor e depois pede perdão



De acordo com o site Paraná Online no último final de semana um pastor da cidade de São José dos Pinhais teve o carro roubado na frente de sua casa, o ladrão foi preso e quando a vítima chegou na delegacia e se apresentou como pastor ele se ajoelhou e pediu perdão.
As informações foram passadas pelo guarda municipal Jacomel Kusch que participou da prisão de Jean Felipe de Godoy da Silva, 21 anos, que foi preso em flagrante.
O pastor evangélico não teve o nome revelado, mas em depoimento ele contou a polícia que depois de encerrar um culto na noite do sábado (27) ele passou em sua casa no bairro Afonso Pena para se trocar e seguir para outra igreja deixando seu Corsa aberto na porta de casa.
Quando ele voltou para o carro o ladrão já estava no banco de trás e armado pediu para que o pastor deixasse o veículo. Na tarde do domingo a Guarda Municipal foi chamada pela vítima que viu um carro semelhante ao seu no Guatupé, os policias chegaram e Jean tentou fugir com o carro, mas acabou sendo preso.
Uma mulher estava com ele no veículo roubado e também foi presa, pois mesmo sem participar do crime ela desacatou os policiais no ato da prisão tentando agredi-los para que o jovem não fosse preso.
Na delegacia Jean reconheceu a vítima e quando percebeu que se tratava de um pastor, se ajoelhou e pediu perdão. O detido já tinha passagem por roubo.

Política é arma de Satanás para dividir a igreja



Após o final da campanha eleitoral, Jennifer LeClaire, editora de notícias da Charisma, maior revista evangélica pentecostal dos EUA, levantou a questão de como a política dividiu a igreja. Enquanto uma parcela dos evangélicos fez campanha e votou em Obama, alegando que ele era cristão e seu opositor era mórmon; outra parte das igrejas apoiou Romney, que de fato é mórmon, e acusava Obama de ser muçulmano.
Alguns dos fatores mais polêmicos da campanha americana também geraram debates acalorados aqui no Brasil e em outros países que tiveram eleições recentemente: aborto e casamento gay.
LeClaire usa um argumento facilmente compreensível: “até que ponto as questões políticas são uma estratégia de Satanás para dividir a igreja?”. Ela lembra que membros se indispõem com pastores quando estes pregam contra ‘seus’ candidatos. Outros cobram os pastores por se omitirem e não falar sobre questões polícias, pois sabem o quando essas decisões podem afetar a história de uma nação.
Para muitos líderes, e LeClaire ressalta isso, “dividir a igreja é claramente um dos objetivos do inimigo”. Embora muitos possam argumentar que a igreja já está dividida, vide o crescente número de denominações e ministérios que são iniciados a cada ano, trata-se de algo mais profundo.
O que acaba sendo colocado em cheque é a capacidade de o corpo de Cristo ouvir a voz do Senhor. E mais, a linha entre o “certo” e o “errado” se afina e confunde os cristãos.
Quando um pastor ou líder afirma que votar nesse ou naquele candidato é vontade Deus e, ao mesmo tempo, outro pastor ou líder diz que Deus deseja que outro candidato vença, tem-se um grande dilema ético. Ou o Senhor tem duas palavras ou um dos líderes está usando o nome de Deus em vão. Há quem diga que os dois estão e que Deus não apóia ninguém na política, nem no futebol, que fique claro!
Após a derrota a amargura toma conta de alguns e as críticas são ainda mais incisivas, associando ao que apoiaram o vencedor com servos de Satanás e inimigos de Deus.
O fato é que existe uma lista de versículos bíblicos que poderiam ser citados, começando por
Marcos 3:24: 25 “Se um reino estiver dividido contra si mesmo, tal reino não pode subsistir; se uma casa estiver dividida contra si mesma, tal casa não poderá subsistir”. O alerta feito por Jesus continua válido. Tudo aquilo que traz divisão para os irmãos que vivem na mesma casa, deveria ser evitado.
A editora da Charisma desabafa: “Foi durante as campanhas eleitorais que vi os cristãos ofenderem uns aos outros usando os piores adjetivos possíveis… Eu estou tão triste. Este não é o espírito de Cristo. O inimigo encontrou uma porta aberta na igreja e, com sucesso, plantou sementes da discórdia que estão gerando uma grande safra de ódio. Ele enviou mísseis de calúnias que alguns não conseguirão perdoar ou esquecer tão cedo. Eu diria que é fogo amigo, mas não é algo amigável… cristãos não devem brigar com outros cristãos sobre diferenças políticas nem qualquer outra coisa assim”.
Ela também exorta as igrejas para que se esforcem para manter a unidade do Espírito, no vínculo da paz (Ef 4:3) e que não deveria haver divisões no povo de Deus, pois todos deveriam ter a mesma disposição mental e o mesmo parecer (1 Co 1:10).
Agora que o período eleitoral acabou, nos EUA e no Brasil, talvez seja um bom momento para que as igrejas façam uma avaliação. O argumento de LeClarie surge em meio a muitas acusações pós-campanha. Alguns pastores renomados e com ministérios influentes apoiaram candidatos que não venceram e isso lhes gerou muitas críticas e, claro, tentativas de desabonar seus ministérios por causa disso. Dois bons exemplos disso seriam Silas Malafaia e Billy Graham. Embora eles tenham embasado suas decisões em convicções pessoais, só o tempo dirá se e como as urnas os afetarão.
Por fim, é bom lembrar de duas passagens bíblicas que mostram que Deus não deixa de ter o controle, mas muitas vezes apenas respeita as escolhas do povo e deixa que eles arquem com as conseqüências. A primeira é Romanos 13:1 “não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas”. A outra é 1 Samuel 8:18 “Naquele dia, vocês [re]clamarão por causa do rei que vocês mesmos escolheram, e o Senhor não os ouvirá”.

Religião X Cristianismo


"E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste." (João 17:3

Nestes dias tenho observado como as pessoas confundem cristianismo com religião, e você pode até me perguntar se não se tratam da mesma coisa; pois eu lhe digo que não! Não se tratam da mesma coisa. Na verdade há um grande abismo separando um do outro. Observe algumas diferenças muito claras entre eles. 

1. A religião nos fala de fazer coisas, cumprir um conjunto de regras e conduta para obter o favor e a aceitação de Deus. O Cristianismo nos fala de um relacionamento com a pessoa de Jesus Cristo que nos ama e nos aceita como somos, obtendo assim seu favor gratuitamente, pela fé. (Mt.11:28Mt.4:19; Gl.2:16; Ef.2:8) 

2. A religião nos fala de cerimônias e rituais no culto a Deus. O Cristianismo nos fala sobre a liberdade do Espírito Santo para conduzir o culto a Deus, sendo a espontaneidade, a alegria, a fé, a unção, o coração quebrantado e a vida do Espírito, características marcantes. (Ex. 35:21; Sl.51:17; Rm.14:17; IICo.3:17) 

3. A religião nos fala de um Deus distante e impessoal, pouco interessado nos problemas do ser humano. O Cristianismo é família. Nos fala de um Deus pessoal, que é Pai e anseia em se relacionar conosco como filhos, sendo cheio de misericórdia e compaixão. (Jo.1:12; Gl.4:6; Ef.2:19) 

4. A religião nos fala da importância da aparência e do exterior das pessoas. O Cristianismo nos fala da importância do coração do homem, do seu interior e de suas motivações. (Mt.5;8;Mt.15:8- 19; Lc.16:15; IICo.5:12) 

5. A religião nos fala do status, da posição e do cargo. O Cristianismo nos fala da humildade, do ser servo uns dos outros e do encargo com as coisas de Deus. A ênfase do Cristianismo tem mais haver com o que você é, e não com o que você tem ou faz. (Mt.20:27; Gl.6:15; Fp.2:13) 

6. A religião nos fala sobre algo frio e sem vida onde a organização é mais importante que as pessoas. O Cristianismo nos fala de algo cheio de vida, onde a organização existe e trabalha para abençoar vidas, sendo assim, as pessoas são a prioridade. (Mt.28:19-20; Jo.17:18-21; At.6:1-7; IICo.5:18) 

7. A religião nos fala sobre o que devemos fazer e as conseqüências de não fazer. O Cristianismo nos fala sobre como fazer, porque fazer e sobre as conseqüências de se fazer e não fazer. (Dt.30:19-20Is.1:19Mt.24:45-51; Ap.3:14-21) 

Por fim, é de suma importância compreendermos que o Senhor Jesus veio estabelecer a Igreja como expressão máxima de sua vontade, santidade e amor. Ele nunca planejou inaugurar uma religião (Mt.16:18). 

Jesus Cristo é o cabeça da Igreja, e ela por sua vez, o seu corpo vivo sobre a Terra. Saiba então que o Senhor não nos desamparou, ele enviou Seu Espírito para habitar dentro de cada pessoa que o recebe como Senhor e Salvador. Estes, portanto sendo nascidos de Deus, tornam-se automaticamente filhos de Deus, parte da família de Deus, membros do Corpo de Cristo, Igreja de Deus. 

E você? Faz parte da Igreja, do Corpo vivo de Jesus ou é apenas alguém envolvido em uma religião fria e sem vida? Decida-se hoje romper com toda religião e receber a Jesus como sua própria vida dentro de si. Envolva-se com uma Igreja verdadeira, que pregue o verdadeiro Cristianismo. 

Que o Senhor te abençoe. 
 
http://www.jesussite.com.br/acervo.asp?Id=989 

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Reflexão Quarta-feira

Jesus chamou para junto de si a multidão e disse: “Ouçam e
entendam. O que entra pela boca não torna o homem ‘impuro’; mas o
que sai de sua boca, isto o torna ‘impuro’ ”. Mateus 15:10-11



   A questão em jogo é – o que prejudica ou destrói o
relacionamento correto com Deus? Os fariseus condenavam os
discípulos porque comiam com as mãos sujas. Para eles, o que
entrava pela boca contaminava o homem. Jesus vai mostrar que o que
realmente contamina o homem são sentimentos como estes dos fariseus
– de inveja, de amargura e finalmente de hipocrisia. Assim, o que
sai do homem contamina, ou melhor, revela a contaminação que já se
instalou no coração. O que é que sai da boca? Palavras! Nas suas
ditas tradições religiosas os líderes religiosos burlavam a vontade
de Deus (vv. 3-6). Sua adoração era só da boca para fora, enquanto
o coração estava longe de Deus (vv.7-8). Sua adoração (falada ou
cantada) era anulada pela imposição de regras humanas no lugar da
Palavra de Deus (v. 9). Toda esta contaminação procede da boca. Não
é de se admirar que Jesus disse que o que saía da boca era o que
contaminava. A solução não é viver em silêncio, mas purificar a
fonte, o coração, para que tudo que saia dela seja para a honra e
glória de Deus e para a edificação do nosso próximo. Uma das
maneiras mais práticas de se fazer isso é meditando na Palavra de
Deus e aplicando-a às nossas vidas. É isso que o salmista nos
encorajou a fazer quando escreveu "Guardei no coração a tua palavra
para não pecar contra ti." Salmo 119:11. Se você ler e aplicar
diariamente as Escrituras à sua vida, elas serão uma fonte que
purificará cada vez mais a sua vida. Peça também a Deus que ele
lave e regenere seu interior pelo Espírito Santo (Tito 3:5). Que
Deus lhe abençoe.

Ana Paula Valadão pede perdão pelo comentário sobre os pastores barrigudos



Nesta terça-feira (6) a cantora Ana Paula Valadão escreveu em seu blog um pedido de desculpa para todas as pessoas que se sentiram ofendidas com suas palavras durante o culto de mulheres que aconteceu na última quarta-feira de outubro.
Na ocasião ela ministrava sobre os benefícios do jejum,dizendo que não consegue entender como pode ter pastores barrigudos. “Gente, não combina com uma liderança”, disse ela diante de milhares de mulheres que lotavam a sede da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte.
No blog Ana Paula Valadão diz que se expressou mal e que a obesidade não é nenhum impedimento para que a pessoa exerça um cargo de liderança nas igrejas.
“Quero pedir desculpas às pessoas que se ofenderam com algumas colocações que fiz em um dos cultos de mulheres. Eu me expressei mal. Obesidade não é um impedimento para o exercício da liderança e da espiritualidade”.
Mesmo se desculpando, a líder do Diante do Trono aproveita o momento para reafirmar suas posições a respeito do jejum dizendo que é uma ferramenta essencial para os cristãos, sendo líderes ou não.
“De qualquer forma, continuo acreditando que a prática do jejum, da oração, da leitura da Bíblia e das disciplinas espirituais são fundamentais, não apenas para os líderes, mas, para todos os cristãos”.

Jovem católico ataca irmão evangélico com a cruz do túmulo da mãe


Na última sexta-feira (2) dois irmãos discutiram no cemitério da comunidade Bom Jardim, em Santarém (PA), e o mais novo deles acabou sendo preso por tentar matar o mais velho depois de uma briga que envolveu divergência religiosa e desavenças passadas.
De acordo com o pai, Manoel Oliveira, seus dois filhos Marlisson Guimarães, 26 anos, e Ivomar Guimarães, 35 anos, estavam visitando o túmulo da mãe quando se desentenderam. Marlisson é católico e queria acender velas em homenagem a mãe falecida, mas Ivomar que é evangélico não deixou. Com raiva, o irmão mais novo usou a cruz da sepultara da mãe e deu um golpe na cabeça do mais velho que precisou ser levado ao hospital em estado grave.
“Ele [Ivomar] jogou a cruz para o mato, chutou as velas e jogou areia nas velas. Ele [Marlisson] pediu para ele não fazer isso que ele tava acendendo a sepultura da mãe dele. E aí ele falou que Ivomar chutou ele (…) e para se defender pegou aquela cruz e bateu nele”, disse o pai.
Ivomar foi preso no feriado acusado de tentativa de homicídio, a polícia foi chamada e quando chegou ao cemitério encontrou o agressor do lado da vítima. “Eu dei a voz de prisão ele não esboçou nenhuma reação e até deu os braços para que eu pudesse algemá-lo”, completa o cabo Elson da PM de Santarém. As informações são do jornal Notapajos.

Furacão Sandy: Governo dos EUA convidou médium brasileira para impedir os ventos


Depois da Supertempestade Sandy, todos sabem o que aconteceu: tragédia. O que muitos ignoram é o que aconteceu antes: tragédia espiritual.
De acordo com a revista Istoé, a médium Adelaide Scritori havia viajado às pressas ao Caribe a convite do governo dos EUA e de uma seguradora de Nova Iorque. Sua missão era enfraquecer a Supertesmpestade Sandy.
Adelaide Scritori
Seu marido, que é também porta-voz da Fundação Cacique Cobra Coral, disse que a missão dela foi um sucesso, pois sem a intervenção dela a supertempestade teria feito milhares de vítimas.
Essa não é a primeira vez que a médium Adelaide intervém nos EUA. Durante o Furacão Katrina em 2005, ela também invocou os espíritos e, de acordo com os seguidores dela, ela “salvou” milhares de pessoas.
Uma reportagem da Reuters disse que os seguidores dela acreditam que ela pode ajudar a controlar o clima. Ela afirma fazer contato com um antigo espírito conhecido como Cacique Cobra Coral que, de acordo com a lenda, tem poderes suficientes para influenciar os fenômenos naturais.
“Ela entra em profunda concentração de modo que possa se comunicar com o cacique”, disse Osmar Santos, o marido dela.
A fundação dela diz que o Cacique Cobra Coral é “um espírito que, conforme se acredita, havia sido Galileo Galilei e Abraham Lincoln”.
Cobra Coral
Sua organização, que afirma integrar poderes espíritas com técnicas científicas, tem feito parcerias com governos municipais e estaduais no Brasil, e importantes autoridades políticas brasileiras buscam os conselhos e serviços dela.
O site dela vende músicas do candomblé, com canções cantadas por homens e mulheres possuídos por orixás. O propósito das músicas é influenciar os assuntos humanos.
Os Peregrinos, que fundaram os EUA e haviam feito um pacto com Deus dedicando a jovem nação americana para Jesus Cristo, teriam ficado perplexos se soubessem que no futuro os EUA convidariam uma médium para invocar forças espirituais da escuridão para resolver um problema nacional. Tal convite, em si, é um problema imenso.
Não há suficientes homens e mulheres de Deus para o governo americano convidar para orar? Não há mais homens e mulheres nos EUA com a fé que os Peregrinos tinham?
Durante tragédias nacionais, eles não buscavam médiuns e bruxos. Eles trabalhavam para limpar sua terra de toda feitiçaria e maldade.
Há acontecimentos que só Deus pode impedir. Outros acontecimentos que envolvem derramamento de sangue podem ser impedidos por sábias decisões humanas. Esse é o caso da Primavera Árabe, que começou e avançou sob imprudentes decisões. Por instigação do governo dos EUA, governos muçulmanos moderados em nações árabes foram derrubados e substituídos por governos islâmicos radicais, que já estão perseguindo os cristãos mais do que antes.
E agora os EUA, que apelaram para uma médium do Brasil, querem receber a mesma misericórdia que mostraram aos cristãos devastados por uma cruel Primavera Árabe instigada por marxistas na Casa Branca.
Tragédias nacionais não são um tempo para buscar a bruxaria, mas Deus. Buscar a bruxaria num tempo de tragédia é um sinal garantido de uma nação caminhando para mais tragédias.
Os cristãos árabes estão invocando a Deus para protegê-los da Primavera Árabe, ou Primavera da al-Qaeda, ou Tragédia Árabe. Quanto a mim, estou orando por eles e também contra o imperialismo cultural pró-aborto e pró-sodomia do governo de Obama e da ONU.
Oro também para que os cristãos nos EUA sejam poderosamente fortalecidos para intervir de modo que o governo americano pare de instigar o derramamento de sangue de cristãos árabes, pare de impor seu imperialismo pró-sodomia e pró-aborto no mundo inteiro e pare de convidar bruxas do Brasil para invocar forças das trevas.
Não há forças das trevas suficientes na Casa Branca?

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Reflexão Terça-Feira

Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima
precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.
 Hebreus 11:6



   Por que você serve a Deus? …medo? …obrigação? …porque seus pais
fizeram a mesma coisa? Que tal por causa da sua fé naquilo que Deus
tem feito e fará por nós? Eu creio que Deus enviou seu Filho Jesus
para morrer por meus pecados para que eu pudesse ser perdoado,
purificado e adotado como seu filho e compartilhar na sua presença
para sempre no céu. Além do mais, ele anseia por compartilhar suas
bênçãos e recompensar aqueles que acreditam na sua graça e amor!

Pescadores de homens



“Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu Simão e André, o Irmão de Simão. Lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. Disse-lhes Jesus: “Vinde em meu seguimento e eu farei de vós PESCADORES DE HOMENS” e imediatamente, deixando as redes, eles O seguiram, Mc 1:16-18.”
Quando Jesus foi batizado no Rio Jordão, por João Batista, logo deu início ao Seu Ministério de PESCADOR DE HOMENS.
Ninguém nasce PESCADOR DE HOMENS pois esta tarefa exige um discipulado.
A faina da pesca é uma ciência ancestral e a sua iniciação passava de pais para filhos. Era preciso conhecer o mar porque é dele que vem o peixe e também as tempestades. Por ser uma atividade de risco, os candidatos a pescadores logo aprendem a respeitá-lo e também a dominá-lo.
Recordo-me que na minha terra as mulheres esperavam os maridos à beira da praia e em orações imperceptíveis pediam por o bom êxito da pesca e também pelo regresso pois sabiam que o mar traiçoeiro já tinha levado na sua fúria de ondas tumultuosas e de ventos contrários à perda de maridos e filhos. A missão de pescador envolvia toda uma casa e o pão nosso de cada dia era o resultado do labor de todos e assim o repartiam com singileza de coração.
PESCADOR DE HOMENS, Jesus de Nazaré conhecia a arte das pescas embora fosse carpinteiro. Todos nós sabemos que para aprender precisamos de um mestre, uma pessoa experiente, capaz de ensinar, pelo exemplo. Curiosamente, O Mestre, ensinou a fé aos discípulos também no mar.
Uma das mais belas narrativas dos Evangelhos foi como Ele acalmou o mar e emudeceu os ventos quando com seus discípulos dormia na proa do barco quando ia com eles no mar da Galiléia. Naquele dia, os discípulos,interrogaram-se, dizendo: Quem é este que até o vento e o mar Lhe obedecem? Uma outra vez Jesus foi ao encontro deles que estavam no barco andando pelo mar e os discípulos tomados de grande assombro, pensavam ser um fantasma e logo Jesus os sossegou dizendo que era Ele e isto para que aprendessem a ter paz porque jamais os abandonaria e como um deles, Pedro também quiz, ter a mesma experiência, o Mestre mandou-o ir ter com ele. Saindo ele corajosamente ao Seu encontro, vacilou perante a turbulência das águas e logo perdeu a fé e gritou por socorro ao que Jesus de pronto o acudiu.
Numa outra ocasião, segundo os Evangelhos, junto à praia, uma grande multidão se aproximou para O ouvir. Converteu Jesus o barco em púlpito e após ter pregado, ordenou aos discípulos que fossem pescar. Então Simão disse-Lhe que já tinham tentado pescar toda a noite mas que nada tinham apanhado. Mandou Jesus que eles atirassem a rede ao mar e logo apanharam as redes cheias. Esta foi uma forma de os discípulos entenderem que para Deus nada é impossível.
Também Jesus os ensinou a pescar à linha. Este tipo de pesca envolve uma cana, uma linha, um anzol e uma isca. O objectivo é fazer com que o peixe morda a isca e desta forma fique agarrado ao anzol. Quando certa vez lhes apareceu o cobrador de impostos e os interrogou se o Mestre pagava imposto, logo Jesus lhes disse que sim e mandou que fossem ao mar e que o primeiro peixe que fisgasse o anzol nele encontrariam a moeda para pagar o imposto.
Todas estas lições de PESCADOR DE HOMENS precisam ser aprendidas a fim de habilitar a todos que são chamados a evangelizar.
Vivemos numa sociedade materialista e que o culto a Mamon é generalizado. Também o sofrimento de toda a sorte de doenças é manifesto.
Compreende-se, que de um modo geral, que se procure pescar com o engôdo das próprias necessidades dos peixes, entenda-se, os que querem ficar ricos e os que querem aliviar seus males. Por esta razão é que nos púlpitos das igrejas a maior parte das pregações, procuram atrair usando a isca do dinheiro.
Sabemos que o Evangelho é para salvar da morte eterna e não para atender aos desejos do ter.
Jesus, ensinou esta lição, quando repartiu cinco peixes e três pães por uma grande multidão que logo O queria aclamar Rei. Conhecedor do coração dos homens Ele recusou ser Rei de interesseiros.
Depois da ressurreição de Jesus, alguns discípulos voltaram à faina da pesca. Jesus apareceu-lhes e pediu-lhes que trouxessem alguns peixes para colocá-los sobre umas brasas que tinha ateado, perto da praia. Logo os discípulos o reconheceram e Pedro que estava nu, entenda-se, que tinha deixado a missão de PESCADOR DE HOMENS com os demais correu a cobrir-se.
Numa Ceia, singular, Jesus repartiu o pão por todos, Jó 21:5-13.
Com este Sinal, Jesus lhes confiou a missão de PESCADORES DE HOMENS.
Fraternalmente,
casal com uma missão,
Amilcar e Isabel Rodrigues

Menino de olhos vendados escolhe novo papa dos cristãos egípcios



No último domingo (4) aconteceu no Cairo a escolha do novo papa da Igreja Ortodoxa Copta do Egito. A escolha acontece através de um sorteio onde um menino de olhos vendados escolhe o nome do próximo líder dos cristãos egípcios.
O garoto que participou da cerimônia foi escolhido entre os fiéis da igreja, o nome sorteado por ele foi o do bispo Tawadros, 60 anos, que será oficializado como o novo papa no próximo dia 18.
A seleção acontece dessa maneira para não ter influências do mundo externo, por isso é escolhido uma criança entre os fiéis e o menino ainda é vendado para não ler os nomes que estão dobrados nos papéis.
Quem anunciou o nome do novo representante da Igreja Copta foi o papa interino Bakhomious que substituiu o papa Shenouda 3º que morreu em março deste ano, depois de quatro décadas como o líder maior da igreja.
Em declaração transmitida pela TV, Tewadros 2º afirmou que vai defender a coexistência a pacífica entre os cristãos e os muçulmanos, que são a maioria no país. “Eu trago amor por todos os nossos irmãos no Egito”, disse.
Muitos líderes coptas acreditam que o novo papa possa fazer com que os cristãos egípcios tenham mais participação no Parlamento para que suas vozes sejam ouvidas diante de uma sociedade que tem oprimido aqueles que não são islâmicos. As informações são da Folha de SP.

Polícia prende jovem que fumava maconha com folhas da Bíblia



O jovem Leonardo Gonçalves de Oliveira Fávaro, 20 anos, foi preso na cidade de Curitiba por portar 100 gramas de maconha e um revólver calibre 32. O acusado além de usuário, era traficante e deixava que os usuários consumissem a droga em sua casa no bairro Vila Funny.
De acordo com o tenente Rocha, da Rondas Tático Motorizadas (Rotam), do 12º Batalhão, Fávaro usava folhas de uma Bíblia para enrolar a maconha.
A prisão aconteceu na quinta-feira (1) quando a polícia patrulhava o bairro e suspeitou das atitudes de Leonardo. Como o jovem estava sem documento, a equipe o acompanhou até sua residência para que ele mostrasse a identidade.
Leonardo tinha maconha nos bolsos e dentro da casa a polícia encontrou mais droga e também o revólver. O tenente conta que visualizou a Bíblia aberta na estante com algumas folhas rasgadas e questionou o jovem sobre os motivos do livro estar rasgado. Leonardo hesitou, mas acabou contando que usava o papel maleável para enrolar a maconha e fumar.
Preso em flagrante por tráfico de drogas, Leonardo foi levado ao 7º Distrito Policial onde foi constatado que ele já tem antecedentes criminais por roubo, ameaça e lesão corporal. As informações são do site Paraná On-line.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Reflexão Segunda-Feira

Hipócritas! Bem profetizou Isaías acerca de vocês, dizendo:
‘Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de
mim’.” Mateus 15:7-8


   O que fazia dos líderes religiosos hipócritas era sua presunção
de serem os modelos da espiritualidade, quando na verdade eles
apenas cumpriam as formas, sem o coração. O que Deus sempre quis
foi um povo que o amasse de todo coração. Não adianta honrar ou
adorar a Deus com os lábios, com as formas certinhas, segundo os
ditos padrões, quando nossos corações estão distantes dele. Um dos
alertas mais temerosos que Jesus pode dar é este – a possibilidade
de acertar na forma e errar por completo no coração. Quanto mais
nós nos preocupamos com as formas, menos nós olhamos para o
coração, e mais nos  assemelhamos aos fariseus. O que precisamos
para encontrar Deus não é nenhum diploma, posição ou dom especial.
É algo simples e que está dentro de cada ser humano - apenas um
coração dedicado a buscá-Lo. Pois, foi ele mesmo que prometeu
"Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o
coração." (Jer 29:13) Volte seu coração para encontrar o Senhor,
que ele há de enchê-lo de toda sua presença. Que Deus lhe abençoe.

Deus odeia?



Sim, Deus odeia.
Deus odeia tudo que vai contra suas perfeições. Quais são as perfeições de Deus?
Bondade, Justiça, Santidade…
Tudo que é mal, Deus odeia. Tudo que é injusto, Deus odeia. Tudo que não é Santo, Deus odeia.
Então, podemos concluir, que sendo o homem mal, injusto e pecador, desta maneira, Deus odeia o homem?
É isso que alguns pregam. E vindo de alguns pregadores ditos reformados, me soa meio estranho esta afirmativa dado que eles acreditam na depravação total do homem e que somente Deus pode resgatar esse homem que está morto espiritualmente. Porém, dado que, se Deus odeia o pecador por estar em um estado reprovável e consciente de rebeldia, então como poderia este Deus salvar o pecador? E se Deus, odeia o pecador, mas o salva mesmo odiando, então, que tipo de Deus é esse?
Podemos de fato dizer que o homem pecador é inimigo de Deus. Mas, seria Deus inimigo do homem pecador?
Já ouvi também que o inferno, só é o inferno porque Deus está lá punindo o homem por toda a eternidade. Será mesmo? Temos então, um Deus irado, que odeia o pecador, e tem prazer em punir por toda a eternidade esse pecador? Que tipo de Deus é esse?
Vamos às respostas.
Primeiramente, esse Deus criado pelos fundamentalistas não existe. Eles o criaram, pois compreendem o evangelho desta maneira. Como algo punitivo apenas. Enquanto alguns apenas dizem que o Amor vence e ignoram a justiça, outros dizem, mesmo que implicitamente, que a Justiça vence, e ignoram completamente o amor de Deus, mesmo que não digam isto com sua boca, e se perguntar a eles, jamais afirmarão isto.
Quem é Deus então?
DEUS AMA O PECADOR!!! Essa é a verdade essencial contida na bíblia desde o princípio.
Adão pecou e Deus olha com compaixão, dá roupas para ele, e promete um salvador (Gn 3:15).
Caim prossegue pecando e mata seu próprio irmão. Deus não aprova isto, mas ao mesmo tempo cuida de Caim para que não morra.
Temos a história de Saul. Este pecou também. E um espírito mal foi enviado para atormentá-lo. Porém, quando Davi tangia a harpa, ele então se acalmava. Por quê o espírito mal, o atormentava? Era apenas porque Deus odiava Saul e tinha prazer em atormentar um inimigo seu? Por quê não o matou logo então? Seria Deus um especialista não apenas em odiar, mas também em torturar? Qual era o objetivo?
O Espírito Santo havia abandonado Sansão também. Ele havia pecado e quebrado a aliança com Deus, assim como Saul quebrou. Mesma maneira. Porém, Sansão se arrependeu e o Espírito Santo se apossou dele novamente. Saul foi rejeitado porque Deus o odiava, ou porque mesmo Deus procurando de todas as formas fazer que Saul se arrependesse, ele insistiu em rejeitar a Deus?
Deus não deveria odiar a Nabucodonosor então? Você tem ideia de quão cruel era ele? Do que esse ditador tirano fez em sua época matando milhares de pessoas, conquistando mundo para si? E Deus, por misericórdia o manda para o campo, o tira de sua consciência, e ele então se volta para o criador. Não deveria Deus odiar esse tirano?
Deus não deveria ter profundo ódio por Paulo? Ele estava no assassinato de Estevão. Ele foi responsável pela morte, aprisionamento e por fazer que cristãos negassem a fé, e Deus não odiaria profundamente a Paulo?
Será que Deus é tomado de sentimentos como nós? Ele odeia, e depois ama, dependendo das atitudes do pecado? Que tipo de teologia “reformada” é essa que coloca Deus em segundo plano e o homem em primeiro?
O que dizer do texto de Ezequiel 18:23?
“Desejaria eu, de qualquer maneira, a morte do ímpio? diz o Senhor DEUS; Não desejo antes que se converta dos seus caminhos, e viva?”

Ou de Ezequiel 33:11
“Dize-lhes: Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho, e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois, por que razão morrereis, ó casa de Israel”


Porventura Deus gostaria que alguns homens fossem condenados ao inferno de fogo e outros fossem salvos?

Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens;
Pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade;
Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador,
Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade.
Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.
O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo.
1 Timóteo 2:1-6


Por quê destas afirmações então, de que Deus odeia o pecador, e que o inferno só é inferno porque Deus está lá punindo o pecador?
Essa teologia “reformada” “hiper-calvinista” nada mais é do que a tentativa do homem querer pregar o evangelho através do medo de um Deus punitivo e irado. Que vai te punir eternamente pelo que você fez.
Quando me aprofundo na pregação de Paulo, a demonstração da Ira de Deus em Romanos 1, não tem nada a ver com uma punição ativa da parte de Deus, pelo contrário, é Deus deixar que o homem sofra por seus próprios atos de injustiça e impiedade. Não é isso que vemos hoje?
Ao mesmo tempo, não podemos ignorar que Deus não vá condenar o pecador que não demonstra arrependimento.
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.
E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.
Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.
Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus. 
João 3:17-21

Porém, é muito diferente o ato de condenar e o ato de odiar. Imagine a seguinte situação: O juiz de uma cidade recebe diante de si o seu próprio filho. Ele em uma briga assassinou uma pessoa e foi pego em flagrante. Sendo o juiz um homem bom e justo, ele julga o caso e condena o seu filho à pena justa pelo seu crime. Porém, podemos afirmar que o juiz teve prazer em condenar seu filho? De modo nenhum. Porém, ele teve prazer em executar justiça, pois é justo.
Deus não tem prazer na morte e condenação do perverso. Deus ama o pecador. Prova disto, é que Ele te amou quando você ainda era inimigo dEle. Abriria Deus exceção apenas para alguns?
Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. 
Romanos 5:8

Deus odeia muitas coisas na vida do homem. Ele odeia sua injustiça, Ele odeia sua ganância, sua arrogância, sua prepotência, Deus odeia a mentira na vida do homem, e ODEIA TUDO AQUILO QUE DESTRÓI O HOMEM.
Sabe por quê Deus fez a lei? Se o homem não existisse precisaria de lei? Então por quê Deus faz a lei? Porque Ele é egocêntrico e queria impor algumas regras para mostrar que estava no comando? Obvio que não. Deus coloca para nós a lei porque quer o bem do homem. Ele deseja que o homem viva bem.
O ódio de Deus é contra o pecado sempre. Por quê? Porque o pecado distancia o homem de Deus. Se Deus odiasse o pecador seria bem simples, não precisaria enviar seu único filho para morrer por pecadores que não valem um vintém.
Assim como um pai tem seu filho no crack, e vê seu filho se destruindo e já não pode ficar em casa. Seu pai não passa a odiá-lo por causa de seu vício, antes seu pai odeia com todas as suas forças a droga que está destruindo seu filho. Esse amor não vem de Deus? Seria Ele diferente?
Vamos à alguns textos bíblicos:

O SENHOR prova o justo; porém ao ímpio e ao que ama a violência odeia a sua alma. 
Salmos 11:5
Os loucos não pararão à tua vista; odeias a todos os que praticam a maldade.
Destruirás aqueles que falam a mentira; o SENHOR aborrecerá o homem sanguinário e fraudulento. 
Salmos 5:5-6
Estas seis coisas o SENHOR odeia, e a sétima a sua alma abomina:
Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente,
O coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal,
A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos. 
Provérbios 6:16-19

Nestes três textos, existem duas principais palavras usadas no hebraico para ira, abominar, odiar:
Sane – odiar, abominar, ser inimigo

Ta’ab – destestar, repugnar 

Vamos entender então o que dizem os textos:
Todos estes textos estão falando sobre atitudes dos homens. Aqueles que cometem o pecado se tornam abomináveis, reprováveis, condenáveis, ao passo que os justos são aprovados, aceitos.
Deus de maneira nenhuma, compactua com o pecado, iniquidade. Desta maneira, Deus é inimigo do mal. Ele odeia o mal. E aquele que pratica o mal, jamais será aceito, ou aprovado por Deus. Desta maneira, Deus reprova, abomina, condena aquele que faz o mal. Isto tudo é traduzido também como Ira de Deus. E é uma verdade bíblica. Contudo, a ira de Deus sempre pode ser aplacada, quando o pecador se arrepende e abandona o mal, a prática da iniquidade.
Ou seja, se digo que Deus odeia uma pessoa por causa do mal, na verdade, Ele não odeia tal pessoa, mas sim o mal que habita nela.
Se eu odeio a homossexualidade, necessariamente vou abominar, reprovar, condenar qualquer pessoa que venha a praticar a homossexualidade, mesmo que seja alguém de minha família. Porém, isto implica que eu odeio tal pessoa?
Que você possa se agarrar nesta verdade:
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
João 3:16

Deus é justo e enviou seu filho para sofrer a punição pelos nossos pecados, porque Ele nos AMA!!!! Seu amor o levou até a última consequência, fazendo que Jesus Cristo, o próprio Deus, bebesse o cálice da ira de Deus que era para ser derramado sobre nós. Ele te ama profundamente, com o amor mais puro, sincero e profundo que jamais conseguiremos compreender.

Por 


“Aviadores não morrem… voltam ao céu por outras asas”, escreveu piloto falecido



O piloto Thyago Santoro faleceu ao colidir contra um paredão de rochas em Chapada dos Guimarães, a 65 quilômetros de Cuiabá, na última quinta-feira (1). O acidente do bimotor de modelo Seneca, também matou o copiloto e dois engenheiros do governo do estado que estavam no avião.
Ele chegou a pedir socorro antes do acidente. Segundo o Corpo de Bombeiros chovia muito no momento. “A informação que chegou para nós de outros pilotos é que ele deu o código internacional de emergência e, logo em seguida, deu um grito. Depois disso sumiu um ponto do radar”, explicou o bombeiro Oscar Coiado Júnior.
O acidente aconteceu em um morro a 200 quilômetros de Cuiabá, capital do Mato Grosso, e comoveu o Estado. O governador Silval Barbosa decretou luto oficial de três dias. O resgate dos corpos das vítimas foi demorado e delicado, sendo necessário usar-se a técnica de rapel e envolveu policiais militares, bombeiros e peritos.
Uma das coisas que chamou atenção foi o fato de o piloto estar voltando para casa onde iria comemorar com a família o aniversário da mãe. “Ele era uma pessoa extremamente simples. Era muito fácil de tratar com ele. É uma pessoa que já está fazendo uma falta danada. A gente está constrangido e realmente com o coração trincado com a perda desse excelente amigo e desse irmão que a gente tinha”, destacou Oscar Júnior.
Evangélico, Thyago algum tempo atrás usou uma rede social para refletir sobre a morte. Algo que, segundo ele, é um perigo cotidiano na vida dos pilotos. “”Em ti (senhor) confio as minhas asas e enquanto não for a hora da minha partida, deixai-me voar de volta para os braços das pessoas que amo. E no dia que chegar a hora de partir, que estas saibam que não morri, porque aviadores não morrem, aviadores voltam ao céu por outras asas”, escreveu Thyago.
Thyago fez curso de pilotagem profissional em uma universidade particular de Cuiabá. Para o coordenador do curso, Henrique César Galina, o jovem se destacou, sendo o melhor aluno da turma naquele ano. “Era o melhor aluno da sala. O Thyago era um profissional exemplar. Nunca teve problemas nas aulas, era cauteloso. Com certeza, tudo o que aconteceu foi uma fatalidade. A perda do Thyago é inestimável para a aviação brasileira”, desabafou.
Atualmente, Thyago dava aulas na mesma universidade em que se formou e estava noivo, com planos para casar em breve. As informações são do G1.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails